31/12/2009

:: Final Feliz ::

Quem anda à chuva molha-se.
Mas não há chuva que dure sempre. Nem molha que nunca enxugue.

26/11/2009

:: Certeza ::

Há lugares sem fim para onde nunca hei-de voltar.

23/11/2009

:: Estandarte ::

Toda a independência tem um preço e a liberdade normalmente sai cara.

21/11/2009

15/11/2009

:: Para sempre? ::

Claro que não existe para sempre!
O que pode existir é a vontade que seja.
E se a vontade não desitir, talvez seja para sempre.

08/11/2009

:: Vou por aí ::

É bom ter certezas. Mas é certamente com as dúvidas que mais crescemos.

02/11/2009

27/10/2009

26/10/2009

25/10/2009

20/10/2009

:: Ainda bem ::

(muito) Poucas coisas são o que parecem.

18/10/2009

:: Fim de festa? ::

No fim do baile temos sempre de tirar a máscara, mas podemos sempre deixar ficar a fantasia.

17/10/2009

:: do (mau) Humor Negro ::

Sou tão boa, tão boa, que quando morrer vou ser carbonizada.

15/10/2009

:: Partos dificeis ::

Será que quando a montanha pare um rato também fica com dores?

12/10/2009

08/10/2009

:: Equivocos ::

Vai torcer até ceder.
Torcer?...
Mas eu pensava que o que se torciam eram os trapos!

01/10/2009

:: Não acredito ::

Não acredito que uma alguma coincidência seja um mero acaso.

27/09/2009

:: Puzzle ::

O mistério de cada peça que é apenas o recorte de uma peça maior.
Todas juntas formam uma realidade. Separadas são apenas pormenores daquilo que revelam ser quando se juntam.
Cada peça depende da outra. Se queremos conhecer o todo não as podemos encaixar de forma aleatória. Se teimamos em forçar o encaixe a realidade do todo fica distorcida.
Há, contudo, uma magia no puzzle. Podemos escolher livremente por onde começá-lo.
Há quem comece de dentro para fora. Há quem comece de fora para dentro.
No fim, desde que se respeitem todos os recortes, de todas as peças, o resultado será o mesmo.
Revela-se o Todo.

26/09/2009

:: (In) Decisões ::

A tomada de decisões só porque sim, legitima automaticamente a tomada de outras só porque não?

25/09/2009

:: Contramão ::

Às vezes acho que vou dar em doida, mas depois acho que os outros é que devem ter dado todos!

24/09/2009

:: À borla, à borla... ::

Se há coisas à borla? Claro que há! As pré-pagas.

19/09/2009

:: No limiar ::

Há diversas formas de se ficar louco. A pior é aquela em que se está demasiado lúcido.

:: Acho que é mais isto ::

Os opostos massacram-se.

18/09/2009

:: Palpite ::

Tenho a sensação de que isto não é infinito. Só isso.

17/09/2009

:: Às vezes não percebo... ::

Se a vida está cheia de azares e contratempos ou de meras consequências...

13/09/2009

:: Tenho a certeza ::

Há momentos em que a melhor forma de se demonstrar a inteligência é não se revelar a que se tem.

12/09/2009

:: Solidão? ::

Se quem semeia ventos colhe tempestades, quem semeia desilusão colhe o quê?...

10/09/2009

:: Parece-me ::

Esta história de saltar de relação em relação, como os macacos saltam de galho em galho, parece-me mesmo uma grande macacada.

09/09/2009

:: Dúvida ::

Pergunto-me se ainda há gente inteira nesta vida ou apenas pedaços dispersos de gente à procura de quem lhe cole os bocadinhos?

06/09/2009

:: Irrespirável ::

Existe um certo cliché de que as mulheres adoram ser idolatradas, ter um homem aos seus pés, que lhes satisfaça todos os desejos e caprichos. Que sonham que o Ele das suas vidas não exista sem elas. Que, por elas, suspire todas as horas do dia e sofra de insónias por todos os minutos da noite. Existe e talvez seja verdade. Acho que conheço um boa porção de mulheres que adoraria ter um homem assim na sua vida...
Infelizmente, acho que há (muita) gente a confundir amor com obsessão. E gente com animais de estimação.

07/08/2009

:: O Futuro do Passado ::

Somos feitos de Passado, mas é no Futuro que nos projectamos.
E para o Presente, nunca é tarde.

03/07/2009

:: Sobre os Caminhos ::

Cruzávamo-nos em sentido contrário. Levava-mos caminhos de direcção oposta. Quem sabe, um destino oposto. Ou talvez não. Na verdade, vários caminhos diferentes podem conduzir ao mesmo destino. Depende da escolha do percurso e do tempo que cada tem para perder (ou ganhar) até lá chegar. Por vezes escolhemos um caminho pensando que é o mais curto, logo o mais fácil. Outras decidimos que queremos desfrutar a viagem, ainda que isso signifique prolongar o tempo de chegada. Mas, numa ou noutra opção, nunca podemos antecipar os acidentes de percurso.

:: Pronto ::

Andava com vontade de criar mais um. Um destes, que não sei bem para o que serve, mas tem bolinhas e eu adoro bolinhas. O resto é apenas um pretexto. Porque nos ensinaram em pequeninos que para tudo na vida tem de haver um pretexto. E um própósito.
Pronto, está feito, de propósito!
Para quê?...
Bem, ninguém disse que era obrigatório saber-se logo... ou disse?